NiQuitin Menta 1,5 mg e 4 mg, comprimido para chupar:

Indicações terapêuticas:

NiQuitin Menta está indicado para o alívio dos sintomas da abstinência de nicotina, incluindo os desejos incontroláveis associados à suspensão do hábito de fumar.

Precauções especiais de utilização:

Os fumadores dependentes com história recente de enfarte do miocárdio, angina instável ou agravada, incluindo angina de Prinzmetal, arritimias cardíacas graves, hipertensão não controlada ou acidente vascular cerebral recente: devem ser aconselhados a deixar de fumar sem recorrer a intervenções farmacológicas (como o aconselhamento).

Se tal não resultar, o tratamento com NiQuitin Menta poderá ser considerado. No entanto, uma vez que a informação neste grupo de risco é limitada, a iniciação com este tratamento só deverá fazer-se sob vigilância médica.

Diabetes Mellitus: os doentes com diabetes mellitus devem ser aconselhados a fazer a monitorização dos seus níveis de açúcar de forma mais regular do que o habitual quando se inicia a terapia de substituição nicotínica já que as catecolaminas libertadas pela nicotina podem afectar o metabolismo dos hidratos de carbono.

Reacções alérgicas: susceptibilidade a angioedema e urticária.

Deve ser realizada uma avaliação risco-benefício por um profissional de saúde adequado para os doentes que sofrem de: Disfunção renal e hepática: usar com precaução em doentes com disfunção hepática moderada a grave e/ou disfunção renal grave já que a depuração da nicotina ou dos seus metabolitos pode ser diminuída com o potencial aumento de efeitos adversos.

Feocromocitoma e hipertiroidismo não controlado: usar com precaução em doentes com hipertiroidismo não controlado ou feocromocitoma já que a nicotina causa a libertação das catecolaminas.

Doença gastrointestinal: a nicotina ingerida pode exacerbar os sintomas nos doentes que sofrem de esofagite, úlcera gástrica ou péptica. As formulações de terapia de substituição nicotínica devem ser usadas com precaução nestas condições.

Foram relatados casos de estomatite. Perigo em crianças pequenas: as doses de nicotina toleradas por adultos e adolescentes fumadores podem produzir intoxicação grave em crianças pequenas que pode ser fatal. Os medicamentos contendo nicotina não devem ser deixados em locais onde possam ser empregues incorrectamente, manuseados ou ingeridos por crianças.

Deixar de fumar: os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos presentes no fumo do tabaco induzem o metabolismo dos fármacos catalizados pelo CYP 1A2 (e possivelmente pelo CYP 1A1). Quando um fumador deixa de fumar, tal pode resultar num metabolismo mais lento e num consequente aumento do nível sanguíneo destes fármacos.

Dependência transferida: a dependência transferida é rara e é menos prejudicial e mais fácil de quebrar do que a dependência do tabagismo.

Medicamento não sujeito a receita médica.

Leia cuidadosamente as informações incluidas no folheto informativo e em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico (Agosto 2011).

NiQuitin Menta

Saiba como enganar a seu próximo cigarro com NiQuitin Menta
Ver produto

Anúncio TV

Veja aqui a nossa campanha de televisão.

Ver anúncio TV

Conselhos

Pequenos conselhos para
conseguir deixar de fumar

Leia mais

Estatísticas relevantes

Todas as pessoas deixam de
fumar de maneira diferente.
Conheça os números impressionantes

Leia o artigo

NiQuitin Menta

NiQuitin Clear

Deixe de fumar, comece a poupar

Deixar de fumar pode trazer
enormes benefícios
financeiros.

Leia o artigo

X